Crença e realidade psíquica

Prof. Sérgio Costa.

Chamamos crença a uma ilusão quando uma satisfação de desejo for um fator proeminente na sua motivação.

Uma crença numa calamidade iminente pode ser inconsciente, de maneira tal que nos sentimos ansiosos sem sabermos por quê. Têm-se uma crença inconsciente de que alguém nos traiu, odiamos essa pessoa sem um motivo aparente; se acreditamos inconscientemente que lhe causamos um dano, sentimo-nos culpados, sem nenhuma razão evidente. A psicopatologia pode, assim, ser um resultado da natureza de crenças inconscientes, e poderíamos descrever isso como neurose. Acredito que também pode haver perturbações da própria função da crença. É sobre esse ponto que me concentrarei especialmente neste capítulo, mas preciso primeiro esclarecer minhas ideias sobre o papel e o lugar da crença na vida mental e explicar o que quero dizer por realidade psíquica.

                Apresentarei sob a forma de itens a descrição dos passos no desenvolvimento das crenças e do teste delas que propus nos dois artigos mencionados, para que o leitor a utilize como um guia:

1º As fantasias são geradas e persistem de forma inconsciente da infância em diante.

2º O status de crença é conferido a algumas fantasias preexistentes, que, então, passam a ter consequências emocionais e comportamentais que não teriam de outro modo. As crenças podem ser inconscientes e ainda assim produzir efeitos.

3ºQuando uma crença é vinculada a uma fantasia ou ideia, ela é inicialmente tratada como um fato. A percepção de que é uma crença é um processo secundário que depende da possibilidade de ver a crença de fora do sistema da própria crença. Isso depende da objetividade interna, a qual por sua vez depende de o indivíduo achar uma terceira posição a partir da qual poder ver a sua crença subjetiva quanto ao objeto em que o sujeito fixou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: